Uma técnica simples e eficiente para você sonhar acordado.

Simples assim. De preferência à mão.

school-kid-thinking-education-inspiration-child-girl-dreaming-concept-inspiring-student-drawing-isolated-white-background-57489947

 

Escreva livremente sem se preocupar com estilo ou com as regras da boa escrita. Afinal de contas, o importante é estimular e registrar a sua experiência. Além do mais, fora você, ninguém precisa ler o que for escrito.

Quando você coloca no papel alguma ideia de certa forma você a está trazendo do mundo abstrato dos pensamentos para o mundo concreto, ainda que no plano “bidimensional”. A partir de então um processo de retroalimentação é iniciado, por exemplo:  Uma imagem surge mentalmente e você a coloca no papel. Isso estimula a sua mente a produzir mais detalhes, que também são colocados no papel e por aí vai.

Nesse processo é importante deixar a lógica de lado. Esqueça se a situação é possível ou não, pois o importante aqui é mobilizar os seus sentidos para produzir um novo estado interno. Para isso, é importante deixar de lado os possíveis obstáculos de poderiam ocorrer no mundo real. Na sua experiência interna, tudo deve estar perfeito, para que nada atrapalhe que você atinja a sua vibração desejada.

Embora a experiência deva ser livre, deixarei aqui algumas dicas que podem te auxiliar no seu processo criativo:

  •  Sente-se confortavelmente em um lugar sossegado, no qual você possa ficar sozinho por algum tempo e escrever sem ser interrompido.
  • Defina o cenário da sua visualização. Onde você está no mundo dos pensamentos?
  • Você se observa em 3º pessoa, ou você experimenta estar dentro do cenário em 1º pessoa? (Opte pela experiência em 1º pessoa, que é muito mais vívida)
  • Quando você está em 1º pessoa, o que você está vendo a sua volta? Descreva o cenário com detalhes. (objetos, iluminação, nitidez da sua visão)
  • O que você está fazendo?
  • O que você está vestindo? você está calçado ou descalço?
  • Você está só, ou  existem pessoas a sua volta? O que elas estão fazendo? Como estão se comportando?
  • O que você  escuta? Tem música? É silencioso? Existe algum som da natureza? Algum barulho, ainda que pequeno?
  • O que você sente? Como está a temperatura no local? Sente alguma coisa tocar a sua pele? Existe vento? Não existe? Há alguma sensação interna?
  • E o cheiro? O ambiente a sua volta tem cheiro de quê?
  • Você sente algum gosto da boca?

IMPORTANTE: Essas perguntas acima são ferramentas que você pode utilizar para enriquecer sua visualização. Entretanto, é fundamental deixar que a experiência flua acima de tudo.

É muito provável, que a vivência já comece a ocorrer durante o processo da escrita. No entanto, você pode reforçar tal experiência se, ao final da redação, você ler com atenção tudo o que foi escrito e em seguida, fechar os olhos e se permitir reproduzir tudo o que foi redigido.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s