Mantras do numerólogo Gilson Chveid Oen para o Ano Novo

Mantras do numerólogo Gilson Chveid Oen para o Ano Novo

Enfim 2018 chegou e as expectativas estão altíssimas, e junto delas vêm as resoluções de ano novo, as simpatias e superstições.

O convidado do Programa Amaury Jr., Gilson Chveid Oen, é numerólogo e especialista em engenharia dimensional, e como já é tradição, Gilson falou de seus famosos mantras – combinações de letras, símbolos e sons que, segundo ele, quando pronunciados repetidas vezes criam uma energia e fazem com que o universo conspire a seu favor.

Vale lembrar que a pronúncia dos mantras é livre, o importante é não comer sílabas, e sempre mentalizar as letras enquanto fala em voz alta. O objetivo é promover em seu interior as transformações que irão ajudá-lo a atingir um estado de poder repleto de tranqüilidade, harmonia e de realizações bem-sucedidas.

Confira abaixo:

Os mantras de 2018

Mantra geral para a virada e para usar ao longo de 2018:

Muito Amor, Muita Saúde e Muita Prosperidade 2018 e Felicidade Sem Fim 2018

Para ajudá-lo a criar um novo e excelente caminho para sua vida: Jiemozir Lubengizomo

Para ajudá-lo a romper regras que o escravizam: Gridor Zudimanbi

Para ganhar dinheiro com facilidade: Gimdozelinobis

Para fechar negócios importantes: Contrato Feito

Para fazê-lo ter uma excelente eficiência em todos os tipos de concurso que participar: Gitondi Brangimandi Zundilondibi

Para arranjar financiadores para novos projetos: Siplodaze

Para ser livre para amar: Sou Doido Mesmo e Daí?

Para uma mulher conquistar uma relação estável: Lorangandazo

Para um homem conquistar uma relação estável: Zolenbrivagola

Para ser bem sucedido numa entrevista de emprego: Zonbevilagi

Para eliminar problemas e obstáculos com facilidade: Mercobluve Zangido

Para adquirir poder para reverter os prejuízos causados por situações que não deviam ter ocorrido: Findibalgiziz

Para ajudá-lo a fechar um negócio muito bom: Ter Sucesso Virou Moda

Para uma mulher emagrecer facilmente sete quilos por mês: Abenerueve

Para construir uma nova sociedade brasileira (este precisa ser usado por um número grande de pessoas): Caramuru

Para criar em volta de você uma bolha de proteção contra ações e interferências negativas em sua vida: Zangolbireve

Para que um mantra possa atingir o seu objetivo, é fundamental que ele seja vivenciado regularmente por seu cérebro. Isso significa que ele precisa “entrar em você” algumas vezes por dia através de seus órgãos sensoriais.

Por último, os dois temans (mantras mais longos) para ajudá-lo a caminhar com maior segurança por 2018:

1: “Louco de paixão eu renasço em você e mergulho nessa luz que o seu amor me faz viver Estou pronto e encantado para um salto maravilhoso Numa vida bela e bem feita com um futuro esplendoroso”

2: “As luzes iluminaram as montanhas da felicidade e os amigos de mãos dadas percorreram nossa cidade Lanternas poderosas com sua luz indicaram o caminho Eu sou poderoso, conquisto o que eu quero, não estou mais sozinho.”

Para mais informações, acesse:

http://gilsonchveidoen.com.br

Visite o meu canal do YouTube

#claudialinsoficial

Anúncios

Orixás que irão reger o ano de 2018

obaafro

O ano ainda nem acabou e já está conturbado!

O ano de 2018 será regido por Exú, Omulu, Iansã e Obá.

Primeiro de janeiro de 2018 cai numa segunda-feira, dia regido por Exu e Omulu.

Da soma numerológica do ano 2+0+1+8 obtemos o número 11 do “Odu Owanrin” e com a soma de 1+1 encontramos o número 2 do “Odu Eji-Okô” o que confirma a força e a presença das energias de Exu, Omulu, Iansã e Obá.

A pressa e a coragem serão algumas características encontradas neste ano tenso e agitado. Isto significa que a vida não ficará estagnada. O sucesso material não estará em evidência, mas a vida reserva muitas alegrias e a possibilidade de receber ótimos conselhos de pessoas ligadas a você,  durante o ano de 2018. Fique atento para não deixar passar as oportunidades.

Meu conselho é que, mesmo que haja incertezas, você tenha calma e seja seguro em todas as suas decisões.

Tenha em mente a seguinte frase :

“Ouse fazer e o poder lhe será dado.”

Um pouco sobre os regentes do ano de 2018

Exu, também conhecido como Bará, ou Elegbara, é considerado um dos Orixás mais importantes, por ser ele o encarregado de transmitir as mensagens dos Deuses na terra aos homens e vice-versa. Exu é o Orixá que está mais próximo de nós, por isso tem facilidade de nos entender e poder de ajudar através das outras divindades (Orixás).

Omulu é o Orixá da saúde, sempre envolto por mistério, tem o poder da cura e de afastar qualquer mal que possa nos assolar.

Iansã, Orixá do tempo e dinamismo, consegue afastar qualquer negatividade, põe para movimentar qualquer situação parada, tem força para colocar tudo a frente, ela amplia e expande todas as pessoas e situações que tem vontade de crescer.

Obá, representa  o aspecto masculino das mulheres (fisicamente) e a transformação dos alimentos crus em cozidos. É também a dona da roda. Orixá, embora feminina, energética, temida, e forte, considerada mais forte que muitos Orixás masculinos, vence na luta contra Oxalá, Oyá, Oxumarê, Exú e Orumilá.

 

 

 

 

 

 

Muito Obrigado Axé
 Odô, axé odô, axé odô, axé odô
    Odô, axé odô, axé odô, axé odô…
 Isso é pra te levar no ilê
Pra te lembrar do badauê
Pra te lembrar de lá
Isso é pra te levar no meu terreiro
 Pra te levar no candomblé
Pra te levar no altar
 Isso é pra te levar na fé
 Deus é brasileiro
 Muito obrigado axé
 Ilumina o mirin orumilá
 Na estrada que vem a cota
 É um malê é um maleme
Quem tem santo é quem entende
Quanto mais pra quem tem ogum
Missão e paz
 Quanto mais pra quem tem ideais e Os orixás
 Joga as armas prá lá
Joga, joga as armas pra lá
 Joga as armas pra lá
 Faz a festa
Joga as armas prá lá
 Joga, joga as armas pra lá
Joga as armas pra lá
Faz um samba
Joga as armas prá lá
Joga, joga as armas pra lá
Joga as armas pra lá
 Traz a orquestra
 Joga as armas prá lá
Joga, joga as armas pra lá
 Joga as armas pra lá
Faz a festa…
E que venha 2018!!!
IMG_5379
                                                                   #claudialinsoficial

 

Amanhã é o meu aniversário! (20 de Setembro) 57 anos.

28663_1185004443665_1103502_n
Li em algum lugar uma frase que me tocou muito:
“Eu não tenho idade, tenho vida!”

Jardim de Infância

blogger-image-1004596945

10687096_10201577975609626_6337725695800533200_n
“Cada ano vivido, aprendo a lidar melhor com a vida e a vivê-la com mais intensidade, mais paixão.
Aprendi e estou aprendendo a lidar com meu lado sombra e a fazer brilhar meu lado luz.
Aprendi a lidar com os outros… a retribuir gentilezas, a defender-me dos ataques, a não dar tanta importância para o que não merece minha atenção.
Aprendi que a opinião dos outros é apenas a opinião dos outros e que isso não interfere em nada na minha vida, se eu não permitir.
Aprendi que algumas pessoas se aproximarão por querer me conhecer de verdade e outros nem tanto.
Aprendi a ser mais gente, a estender a mão quando me pedem ajuda, a calar quando devo calar e a me afastar quando as energias simplesmente não combinam mais.
Aprendi que tolerância é a chave mestra dessa existência…e que ter um coração agradecido diferencia os felizes e os infelizes.
Aprendi a ser a minha melhor amiga e a ficar do meu lado sempre…a dizer e ouvir um “não” com sabedoria…
Aprendi a evitar comparações pois isso sempre vai me colocar pra baixo.
Aprendi que não devo esperar muito dos outros…bem pelo contrário, devo esperar pouco, bem pouquinho para ter agradáveis surpresas ao invés de decepções…
Aprendi a manter a calma, a me dar colo…e a pedir ajuda quando esse colo não for o suficiente.
Aprendi a ouvir e a confiar na minha intuição… ela é a voz de Deus em mim!
Aprendi que eu não tenho nada…tudo é ilusão…eu só tenho a mim e só terei a mim pela eternidade.
Só envelhecemos de fato, quando nos fechamos para a vida e para o novo. Quando ficamos radicais, impacientes e inflexíveis… quando nos conformamos com nossa infelicidade.
Por isso que eu não tenho idade, tenho vida!
Cada ano que passa aprendo a lidar melhor com ela…e quando mais aprendo mais ela me preenche…”

11035623_10203602337337404_7708975268726578171_n

#claudialinsoficial

21371346_1850688591611430_8761920174714811184_n

 

Os Benefícios da Cebola no Vinagre

Sabedoria Japonesa

Ter saúde é ter alegria! É estar sempre no modo estou feliz da vida. 🙂 E, para falar sobre isso apresento hoje uma receita que faz verdadeiras transformações, um remédio da Farmácia de Deus, como diz o dr. Lair Ribeiro. Esta receita é simples, com ingredientes da natureza. Vamos conferir as 15 recomendações?

Aprendi isso lendo uma revista especializada em saúde. Vários médicos comprovam a eficiência e a eficácia da cebola no vinagre, em seus pacientes.

Ela serve para:

Pressão arterial alta
Diabetes
Dieta de emagrecimento
Colesterol
Arteriosclerose
Gordura localizada
Zumbido nos ouvidos
Dor nos joelhos (e articulações)
Osteoporose
Hepatite C
Asma
Esquecimento
Intestino preso
Insônia
Gripe

Nossa, tudo isso?

Sim. Há relatos de pacientes desses médicos que perderam 34 Kg, tiveram suas artérias limpas e com a circulação fluindo normalmente, reduziram as medidas da cintura (síndrome metabólica), deixaram de ter zumbido nos ouvidos e muito mais.

Então, vou te passar a receita.

Cebola no vinagre: explicações do médico

Quem ensina a receita é o médico Hiroshi Shuto, dono da Clínica Minami Koshigaya Kenshinkai, situada em Koshigaya (Saitama). Ele se tornou uma personalidade famosa, depois de ensinar essa receita nos programas de TV e em revistas. Segundo ele, os vegetais possuem compostos chamados de fitoquímicos, os quais são imprescindíveis para ajudá-los a se protegerem dos predadores ou patógenos. Os fitoquímicos allium e sulfureto de alilo ajudam a reduzir a rigidez dos vasos sanguíneos, deixam o sangue fluído, ajudam a diminuir a pressão arterial alta e ainda são excelentes para reduzir os níveis de açúcar no sangue dos diabéticos. Esses fitoquímicos ajudam ainda a diminuir o risco de doença arterial coronariana, doença vascular periférica e acidente vascular cerebral. As cebolas são boa fonte do antioxidante flavonoide quercetina, que ajuda a baixar a pressão arterial. Além disso, tem funções para ajudar a combater o câncer, é anti-inflamatório e recomendada para os diabéticos. Na linguagem popular, a cebola ajuda a “afinar” o sangue, a reduzir a gordura localizada, a manter a flora intestinal em dia e promove inúmeras melhorias na saúde.

“Eu mesmo consumo a cebola no vinagre há mais de 15 anos”, diz o médico para a revista. Ele próprio obteve as seguintes melhoras: intestino funcionando normalmente e acabou com o zumbido dos ouvidos decorrentes do estresse, revela. Ele explica que vem recomendando aos seus pacientes e eles têm obtidos resultados impressionantes. A recomendação é se servir dessa iguaria durante as refeições. Ele, particularmente, no café da manhã come junto com as folhas de repolho cozidas no vapor. Só isso. O médico lembra que além da cebola, é importante consumir o caldo, pois nele estão contidos minerais e princípios ativos importantes para a saúde.

Para fazer essa receita você vai precisar dos seguintes ingredientes:

1 cebola
1 pitada de sal (dê preferência para sal de boa qualidade)
Vinagre
Mel
1 pote de vidro com tampa

Modo de preparar:

Descasque a cebola
Corte-a ao meio e depois fatie bem fininha
Deixe-a em repouso por pelo menos 20 minutos a 2 horas
Em um pote de vidro coloque as fatias de cebola
Acrescente a pitada de sal (marinho ou do Himalaia)
Adicione 1 a 2 colheres de sopa (rasas) de mel puro
Cubra a cebola com o vinagre
Com um hashi, misture bem e tampe o pote de vidro
O vinagre pode ser o de sua preferência: de maçã, preto, de arroz, etc.

Guarde o pote de vidro na geladeira por 5 dias. Só depois consuma a cebola no vinagre. Essa cebola dura de 1 semana a 10 dias na geladeira.

A minha recomendação é fazer logo umas 2 a 3 cebolas, pois acaba logo.

Para quem quer prevenir o câncer, pode comer o equivalente a meia cebola todos os dias. Para outras doenças já instaladas como asma, osteoporose, colesterol alto, pressão alta, diabetes e outras, ingerir o equivalente a 1/4 de cebola nas refeições ao longo do dia.

Outro médico, Yoshimi Saito, recomenda as seguintes combinações, de acordo com cada doença.

Diabetes: cebola + variedades de cogumelos
Pressão alta: cebola + batatinha e chirimen jako (peixinho minúsculo seco)
Recuperação da fadiga: cebola + carne de porco

Além disso, ele recomenda que se for combinar essa iguaria de cebola com saladas, recomenda o azeite de oliva ou óleo de gergelim (prensado a frio).

Explica também que se quiser usar durante o preparo de um prato quente, a cebola não perde suas propriedades com o fogo, por isso, pode usá-la em cozidos, assados e frituras.

Espero que você tenha gostado dessas dicas sobre essa iguaria que é um medicamento da natureza, para prevenção e até cura! Se gostou deste post, compartilhe com seus amigos para que mais pessoas saibam dessa receita maravilhosa!!!

(Gratidão ao blogue “To feliz da vida”)

#claudialinsoficial

Se você quer mudar o mundo arrume a sua cama

O ex-Almirante William H. McRaven, que também foi SEAL da Marinha Americana, foi o responsável por comandar a operação que resultou na morte do terrorista Osama Bin Laden no ano de 2011.

Em 2014, ele deu uma palestra para os formandos da Universidade do Texas, que tinha lições de seu treinamento que são totalmente aplicadas para a vida. O Almirante William usou metáforas importantes relacionadas ao seu treinamento para entrar na equipe de elite da Marinha dos Estados Unidos. Esse treinamento para se tornar um SEAL é o pesadelo de todos aqueles que sonham em fazer parte de uma das equipes de militares mais bem preparadas do mundo.

O Almirante William afirmou em sua palestra que se cada um dos seus estudantes mudassem a vida de 10 pessoas ao longo de suas vidas, e essas pessoas mudassem a vida de mais 10, em cerca de cinco gerações, essas pessoas terão mudado a vida de 800 milhões de pessoas. E se passasse outra geração, oito bilhões de pessoas, ou toda a população da terra teria a sua vida impactada. E foi sobre isso que ele deu a sua palestra — sobre pequenas atitudes que podem mudar vidas. Segue algumas lições do que o Almirante William aprendeu ao longo de seu treinamento como SEAL da Marinha Americana:

1 – Se você quer mudar o mundo, arrume a sua cama.

Todas as manhãs durante o treinamento para se tornar um SEAL, os seus instrutores fiscalizavam as suas camas. Elas tinham que estar perfeitamente arrumadas. Essa é uma tarefa simples, e o Almirante William achava essa exigência ridícula na época, principalmente porque eles estavam treinando para serem bravos guerreiros — a equipe de elite da Marinha Americana. Mas essa tarefa tem uma sabedoria oculta, que ele afirmou ter comprovado muitas vezes posteriormente:

“Ao arrumar a sua cama pela manhã, você cumpre a primeira tarefa do dia. Ela te dará um pequeno orgulho e motivação para concluir mais outra tarefa. E a partir dessa pequena tarefa, você concluirá muitas outras tarefas maiores ao longo de seu dia.”

Arrumar a sua cama também “reforça a ideia de que as pequenas coisas importam. E se você não consegue fazer as pequenas coisas direito, nunca conseguirá fazer as grandes coisas.”

2 – Se você quer mudar o mundo, encontre alguém para te ajudar a remar.

Alunos lutando para vencer as ondas durante o último dia da “Semana Infernal” Crédito: Business Insider

Ao longo do treinamento, os alunos eram divididos em grupos de sete para remar para bem longe da costa. Eles tinham que passar por cima das ondas que durante o inverno podem chegar a três metros de altura, esta é a hora mais difícil de todas. Só tem um jeito de fazer isso — remando exatamente com a mesma intensidade e frequência, caso contrário, o bote é empurrado novamente para a areia. Nada adiantaria se um deles não colaborasse.

Se você quer mudar o mundo, encontre pessoas de confiança que irão trabalhar com você como um time. Se esforçando da mesma maneira, e não subindo nas suas costas e esperando você fazer todo o serviço.

3 – Se você quer mudar o mundo, meça a pessoa pelo tamanho de seu coração, não pelo tamanho de suas nadadeiras.

SEAL durante um treinamento de mergulho junto com um veículo da Marinha Americana – Crédito: Business Insider

Ao longo de poucas semanas de treinamento, o número de alunos passaram de 150 para apenas 35. A maioria já tinha desistido. O Almirante William contou que sua equipe era composta de caras altos. Os altos faziam brincadeiras com o tamanho das nadadeiras dos integrantes de uma outra equipe, a “Equipe dos Baixinhos”. Mas no fim das contas, essa equipe sempre ria por último. Ela ganhava de todas na corrida, natação e no remo. A “Equipe dos Baixinhos” era composta por descendentes italianos, gregos, dois de países do Oriente Médio, poloneses e africanos — nenhum deles passava de 1,65 metros de altura.

O Almirante Willian tirou um aprendizado dessa lição: “o treinamento SEAL é um ótimo equalizador — não importa de onde você veio, a sua condição social, raça, cor ou estatura — a força de vontade sempre vence.”

4 – Se você quer mudar o mundo, não se importe de ser tornar um “biscoito de açúcar”.

Muitas vezes por semana, os treinadores alinhava a turma para conferir os seus uniformes. Eles deviam estar perfeitamente passados, alinhados, limpos e lustrados. “Mas não importava o quanto você se esforçava para deixar tudo perfeito, os instrutores sempre achavam algum defeito.”, disse o Almirante William.

“Quando um aluno falhava na inspeção, ele tinha que correr na areia, se molhar dos pés a cabeça, e depois rolar até ficar totalmente encoberto por areia. E você devia permanecer dessa forma pelo resto do dia — molhado, sujo de areia e com frio. Esse efeito era chamado de ‘biscoito de açúcar’.”

Alguns alunos reclamavam que as coisas nunca estavam boas o suficiente, por mais que se esforçassem — esses não completaram o curso. Os alunos não compreenderam a lição do biscoito de açúcar. E a lição é essa: não importa o quão bem preparado você esteja, algumas vezes não será suficiente. Você pode se esforçar muito, mas algumas vezes acabará se tornando um biscoito de açúcar. A vida é assim.

“Se você quer mudar o mundo, aceite se transformar em um biscoito de açúcar e siga em frente.”

5 – Se você quer mudar o mundo, não tenha medo do circo.

Todos os dias os alunos eram desafiados fisicamente. Tinham que correr, escalar, nadar, e fazer exercícios de calistenia. Aquele que falhava nesses testes tinha o nome colocado em uma lista, e no fim do dia, era chamado para “O circo”.

“O circo consistia em duas horas de exercícios adicionais de calistenia, para quebrar o seu espírito e te forçar a desistir. Ninguém queria ir para o circo. Mas todos acabaram indo em um dia ou outro.”

Mas uma coisa interessante aconteceu com aqueles que iam com frequência — eles se tornaram incrivelmente fortes. A dor dos exercícios do circo criou resiliência mental e força física nesses alunos.

“A vida é cheia de circunstâncias. Você vai falhar. Vai falhar com frequência. Será doloroso. Será desmotivador. Algumas vezes irá testar a força de seu espírito. Mas se você quer mudar o mundo, não tenha medo do circo.”

6 – Se você quer mudar o mundo, algumas vezes terá que escorregar no obstáculo de cabeça.

Grande parte do treinamento envolvia transpor obstáculos com corda. Mas o mais difícil consistia em uma corda de 60 metros amarrada entre uma torre de 9 metros, e outra de 3 metros. Os alunos abraçavam as pernas na corda e empurravam o corpo com as mãos, descendo aos poucos. O recorde desse obstáculo havia sido quebrado anos antes do Almirante William entrar para o treinamento, até então ninguém mais havia superado.

“O recorde parecia imbatível, até que um aluno decidiu ir com a cabeça na frente. Parecia uma atitude burra, arriscada. Se ele se caísse era expulso do treinamento, e podia se machucar seriamente. Mas ele encarou, e a descida que demorava longos minutos, foi feita em poucos minutos, quebrando o recorde de muitos anos.”

Algumas vezes você tem que arriscar de forma totalmente inovadora, para conseguir o que outros não conseguiram.

7 – Se você quer mudar o mundo, não deixe tubarões te amedrontar.

Durante uma fase do treinamento SEAL, os alunos são levados para a Ilha de San Clemente, na costa de San Diego. As águas de lá é o habitat ideal para o grande tubarão branco. Para se tornar um SEAL, você deve passar por várias etapas de longos mergulhos, sendo um deles durante a noite.

Eles te ensinam a lidar com um ataque de tubarão — quando ele começa a circular ao seu redor, você deve permanecer parado — não deve fugir. Não deve mostrar medo. Se o tubarão decidir te atacar, você deve dar um murro com todas a sua força no nariz do tubarão. Provavelmente ele nadará para longe.

“Existe muitos tubarões no mundo, e se você quiser completar o seu mergulho, deve lidar com eles.”

8 – Se você quer mudar o mundo, esteja na sua melhor forma durante os momentos mais sombrios.

SEALs fazendo treinamento em águas turvas e de difícil visibilidade – Crédito: globalrecon.net

Uma das funções dos SEALs é atacar embarcações inimigas por debaixo da água. Durante o treinamento básico, as técnicas para esse tipo de ataque são praticadas extensivamente.

O treinamento consiste em desembarcar uma dupla de SEALs fora de um porto inimigo, então esses militares devem mergulhar por mais de 3 quilômetros — usando nada além de um medidor de profundidade, e uma bússola para chegar no seu alvo.

O alvo do barco é a sua quilha, e também e a parte mais difícil de enxergar. Por falta de iluminação, você não enxerga um palmo na frente de seu nariz, e pode acabar ficando desorientado e falhar.

“Todo SEAL sabe que o momento mais crítico e escuro da missão é quando ele está embaixo da quilha. É a hora que você tem que ficar calmo e se recompor — é a hora que o seu preparo técnico, mental, força física, e toda a sua força interior será colocada a prova.”

Esteja preparado nas horas mais obscuras e desesperadoras.

9 – Se você quer mudar o mundo, comece a cantar quando estiver atolado até o pescoço.

“Uma das semanas de treinamento, a nona semana, é chamada de “Semana Infernal”. São seis dias sem dormir, com constantes ameaças psicológicas e físicas, e um dia inteiro no lamaçal entre Tijuana e San Diego.

É na quarta-feira da “Semana Infernal” que você passa 15 horas na lama congelante, sob constante insistência dos instrutores para você desistir, suportando ventos cortantes. Ao longo da noite a lama já tinha engolido cada um de nós, sobrando apenas a cabeça do lado de fora. Os instrutores nos disseram que nós poderíamos sair apenas se cinco de nós desistisse — apenas cinco — e nós poderíamos ficarmos livres daquele frio opressivo. Olhando em volta, era visível que alguns deles estavam prestes a desistir. Faltava oito horas para o sol aparecer — oito horas de trincar os ossos.

Os dentes batendo e os gemidos dos alunos eram tão altos que já não se podia ouvir mais nada. E então uma voz surgiu no meio da noite, uma voz que entoava uma canção. A música era cantada terrivelmente fora do tom, mas com grande entusiasmo. Uma voz se tornou duas, e duas se tornaram três, e então rapidamente todos os alunos estavam cantando. Nós percebemos que se um homem podia suportar aquela situação, então todos nós poderíamos.

Os instrutores ameaçaram a prolongar o tempo se nós permanecêssemos cantando, mas a música persistiu. E de alguma forma a lama pareceu um pouco mais quente, o vento um pouco mais calmo, e a manhã não tão distante.

Se eu aprendi alguma coisa viajando o mundo, foi sobre o poder da esperança — o poder de uma pessoa — Washington, Lincoln, Martin Luther King, Mandela, Malala — uma pessoa pode mudar o mundo ao dar esperança para alguém.”

Cante quando estiver atolado na lama.

10 – Se você quer mudar o mundo — nunca — nunca toque o sino.

Em média, 75% dos alunos desistem e tocam o sino antes de acabar o treinamento para se tornar um SEAL da Marinha Americana.

Finalmente, no treinamento para se tornar um SEAL, existe um sino. Um sino que fica em um lugar onde todos os alunos podem ver. Tudo que você precisa para acabar com todo aquele sofrimento é tocá-lo.

Ele te livrará de acordar as 5 da manhã. Você não precisará mais congelar na água, correr, superar obstáculos e atolar na lama. Mas desistir vai te impedir de mudar o mundo.

“Comece cada dia arrumando a sua cama. Encontre alguém para te ajudar ao longo da vida. Respeite todos.

Saiba que a vida não é fácil, e que você vai falhar com frequência. Mas se você assumir alguns riscos, se mantiver firme quando os tempos estiverem difíceis, encarar aqueles que querem te humilhar, apoiar os oprimidos e nunca, nunca desistir — se você fizer essas coisas — então a próxima geração, e as gerações que vierem em seguida, viverão em um mundo muito melhor do que esse que nós temos hoje.”

https://youtu.be/r8r0hV6-Cyg

#claudialinsoficial

O Mundo é Diverso veja o jornal do Metro de Estocolmo

“ei, olhe ao redor, você não está só, o mundo é enorme, o mundo é diverso…” 


Conheça os agitos de Estocolmo, capital gay da Suécia!

Estocolmo é um dos destinos favoritos para gays e lésbicas no mundo, e o Viajay resolveu trazer pra você todos os babados de lá. A capital sueca é uma cidade suuper friendly, apesar de não existir um bairro gay específico. A cena gay – bares, baladas e cafés estão espalhados por toda a cidade.

A maioria dos points gays podem ser encontrados em Gamla Stan (cidade antiga) e Södermalm. Você pode ficar um pouco perdido, porque algumas baladas não têm um local específico, isso mesmo, elas podem abrir em dias diferentes e usar vários locais para hospedar suas festas.

Boates gays
Jungle Jane
É a balada certa para todos os tipos de mulheres onde as melhores DJs lésbicas da cidade estão se jogando toda sexta-feira. Acontece no Club King Kong.
Endereço: Mariatorget, Södermalm.

Club King Kong
Selva! Se jogue e se acabe nas 2 pistas de dança de um dos locais mais divertidos da cidade.
Endereço: Mariatorget, Södermalm.

WONK
É a balada mais gay na cidade! É um dos clubes mais famosos em Estocolmo e suas grandes festas são disputadas. A atmosfera do lugar e a sua música são INCRÍVEIS. A diversão é certa durante toda a noite. Barmans sem camisa são um espetáculo a parte no local (foto). ;P
Endereço: Kungsgatan 15, Norrmalm.

Candy
Candy é o lugar perfeito para a festa na sexta-feira noite! O clube tem 3 pistas de dança e peças de teatro. A trilha sonora fica por conta de músicas dos anos 80 e 90, RnB e hip-hop.
Endereço: Le Bon Palais, Barnhusgatan 12, Norrmalm.

Moxy
A discoteca atrai milhares de mulheres de diferentes idades e estilos, todas com disposição para dançar muuuuito. Moxy é um dos points lésbicos mais populares na cidade!
Endereço: festas são realizadas em locais diferentes na cidade.

LOL
A festa pra mulherada é uma sigla #lesbiansoutload.
Endereço: Hornhuset, Hornstull.

SLM
É o clube escandinavo para os “Homens de couro”, onde se é permetida entrada apenas homens e um lugar feito para despertar seus mais secretos fetishes.
Endereço: Wollmar Yxkullsgatan 18, Södermalm.

Mums Mums
é o clube estranha mistura de diversão e fabuloso juntamente com house music e extravagância, dirigido pelo ícone gay Petter Wallenberg.
Endereço: Södra Teatern, Södermalm

Trädgården
É o lugar para galera mais mente aberta da cidade. Jovens se divertem a noite toda ao som das batidas do momento.
Endereço: Hammarby Slussväg 2, Skanstull, Södermalm

Mondays at Victoria
Funciona durante o dia como restaurante, a entrada é de graça e a partir das 8 da noite começa o agito. É bastante frequentado por mulheres e com certeza é o local mais indicado de Estocolmo para ir no primeiro dia da semana!
Endereço: Kungsträdgården

Bares gays
Bitter Pills
É um restaurante e bar localizado em Hornstull fazendo o local deixar de ser “hipster” e virar um pouco mais “queer”
Endereço: Verkstadsgatan 4, Södermalm

Mälarpaviljongen
É um dos mais points gays mais famosos de Estocolmo. Fica lindamente localizado as margens do rio de Kungsholmen e tem vista para o Lago Malaren, Mälarpaviljongen é um ótimo lugar para jantar, tomar um vinho e conhecer suecos e suecas. O local tem um ambiente FANTÁSTICO e uma multidão super descolada e estilosa.
Endereço: Norr Mälarstrand 62, Kungsholmen

Torget
É um dos mais antigos bares gays na cidade e fica, é claro, no Gamla Stan! ❤

Endereço: Mälartorget 13, Gamla Stan

Urban Deli
É um restaurante e bar descolado e com um público bem alternativo.
Endereço: Nytorget 4, Södermalm

Side Track
O bar fica em um porão #medo e é dito ser o bar gay mais antigo na cidade.
Endereço: Wollmar Yxkullsgatan 7, Södermalm

Hotellhänget
Atenção mulherada!! Divirtam-se horrores nesse bar que agita as noites suecas e é lotado de mulheres que curtem mulheres. #ficadica
Endereço: locais diferentes.

The Secret Garden
Que tal beber e paquerar em um terraço, ao ar livre, no local mais gay da cidade?
Endereço: Kornhamnstorg 59, Gamla Stan

Morfar Ginko
É um bar elegantérrimo para beber, jogar ping-pong, participar de quiz e relaxar em um ambiete super gay-friendly.
Endereço: Swedenborgsgatan 13, Södermalm

Fonte: Viajay



#claudialinsoficial

O Significado Espiritual das Borboletas


A borboleta é considerada o símbolo da transformação, da felicidade, da beleza, da inconstância, da efemeridade da natureza e da renovação, mas há inúmeros significados atribuídos à simbologia das borboletas. Confira!


Na foto: 

A borboleta que entrou na casa da minha neta Isabela. E por isto eu dedico a ela o estudo sobre:

“O Significado Espiritual das Borboletas”


AS CORES DAS BORBOLETAS

Borboleta azul

Faz referência à metamorfose, portanto, da transformação que os seres humanos passam ao longo da vida, não só física (crescimento), como sociais (mudança de trabalho, casamento, nascimento de um filho, entre outros). A borboleta azul é por muitos considerada a borboleta da sorte.

As borboletas coloridas são mensageiras de alegrias e felicidade.


Borboleta Amarela

Simboliza uma nova vida, numa analogia às flores da primavera, cuja cor predominante é o amarelo.

Borboleta Branca

Por usa vez, a borboleta branca simboliza a serenidade, a calma, a paz.

Borboleta Preta

As superstições acompanham as borboletas pretas desde a antiguidade. Para os egípcios, quando alguém morria o seu espírito abandonava o corpo em forma de uma borboleta preta. Na Europa, ainda nos dias atuais, muitas pessoas acreditam que a borboleta preta seja a alma de uma criança que morreu sem receber o batismo. Para outros povos nórdicos, as bruxas se transformam em borboletas pretas.


A BORBOLETA E O ESPIRITISMO

Uma vez que a borboleta é referência de renovação, para os espíritas, ela simboliza a reencarnação. A reencarnação é o regresso da alma para outro corpo, uma nova vida.

OUTRAS SIMBOLOGIAS DA BORBOLETA

A borboleta é o símbolo do renascimento para a psicanálise moderna, que é representada com asas de borboleta.

No cristianismo a borboleta representa e simboliza a ressurreição.

Na mitologia grega, a personificação da alma é representada por uma mulher com asas de borboleta e segundo as crenças gregas populares, quando alguém morria, o espírito saía do corpo com forma de borboleta.


Por outro lado, no mundo sino-vietnamita a borboleta exprime a longevidade ou está associada ao crisântemo, o qual simboliza o outono, ou seja, a renovação, uma vez que no outono ocorre a queda das folhas.

Para os astecas e os maias, a borboleta simbolizava o deus do fogo Xiutecutli, o qual levava como emblema um peitoral chamado “borboleta de obsidiana” que simbolizava a alma ou o sopro vital que escapa da boca de quem está morrendo.

Os Balubas e os Luluas do Kasai, do Zaire central, também associam a borboleta com a alma. Para eles, o homem segue o ciclo da borboleta desde sua nascença até sua morte.

Na mitologia irlandesa, a borboleta simboliza a alma liberta de seu invólucro carnal, da mesma maneira que na simbologia cristã.

No Feng Shui, o uso de borboletas é considerado o mesmo que o uso simbólico de pássaros. Ambos, pássaros e borboletas, estão a voar livremente, e isto comunica com o desejo humano de uma vida livre e feliz perto do Paraíso. Uma vez que o Amor é o sentimento mais significativo que faz as pessoas “voar”, a borboleta é o símbolo mais comum usado como cura para o Amor e Romance no Feng Shui.


A imagem da borboleta também pode ser usada como cura temporária para qualquer área da vida que precise de transformação. Quando se enfrenta dificuldades em áreas especificas da vida, o ideal é tentar trazer a energia da borboleta para a área correspondente da casa ou quarto. A Borboleta bordada em toalhas é o presente perfeito para casais novos.

Nina Greguer

#claudialinsoficial

Maturidade


“- Tome posse da maturidade. A longevidade é uma bênção! Comemore! Ser maduro é um privilégio; é a última etapa da sua vida e se você acha que não soube viver as outras, não perca tempo, viva muito bem esta. Não fique falando toda hora: “estou velho”. Velho é coisa enguiçada. “Idade não é pretexto para ninguém ficar velho”.
– Perdoe a você, antes de perdoar os outros. Se você falhou, pediu perdão? Deus já o perdoou e não se lembra mais. Não fique remoendo o passado… Não se importe com o julgamento dos outros.
– Viva com inteligência todo o seu tempo. Viva a sua vida, não a do seu marido, da sua esposa, dos filhos, dos netos, dos parentes, dos vizinhos, dos amigos… Nem viva só pra eles, viva pra você também. Isto se chama amor próprio, aquilo que você sacrificou sempre! Faça o seu projeto de vida!
– Coma e beba com moderação; durma o suficiente. Tenha disciplina. Fale com muita sabedoria. Discipline sua voz: nem metálica; nem baixinha; seja agradável!
– Do passado, valorize só o que foi bom. Experiências caóticas, traumas, fobias, neuroses, devem ser tratadas com o psicoterapeuta.
– Não arrisque cirurgias plásticas rejuvenescedoras. Elas têm prazo curto de duração. A chance de você ficar mais feio é altíssima e a de ficar mais jovem é fugaz. Faça exercícios faciais. Tome no mínimo 8 copos de água por dia e 15min de banho de sol é indispensável.
– Use seu dinheiro com critério. Gaste em coisas importantes e evite economizar tanto com você. Tudo o que se economizar com você será para quem? No dia em que você morrer, vai ser uma feira de Caruaru na sua casa. Vão carregar tudo. Por que não doar as roupas, abrir um brechó ou dar todas as suas bugigangas?
– A maturidade não lhe dá o direito de ser mal educado.
– Aposentadoria não significa ociosidade. Você deve arranjar alguma ocupação interessante e que lhe dê prazer.
– Cuidado com a nostalgia. Pessoas amargas e tristes são chatíssimas. Elogie os amigos, não fique exigindo explicações de tudo. Amigo é amigo.
– Leia. Ainda há tempo para gostar de aprender. A maturidade pode lhe trazer sabedoria.
– Seja avó do seus netos, não a mãe nem a babá. Cuidado com aquela disponibilidade que torna os outros irresponsáveis.
– Se alguém perguntar como vão seus netos, evite discorrer sobre a beleza rara e a inteligência excepcional deles. Cuidado com a idolatria de neto e o abandono dos filhos casados…
– Não seja uma sogra ou sogro chato. Nunca peça relatório de nada. Seu filho tem a família dele.
– Cuidado em atender ao telefone: se a pessoa perguntar como você vai e você responder “estou levando a vida como Deus quer”; “a vida é dura”; “estou vencendo a dureza”; você vai ver que as ligações dos amigos e dos parentes vão rarear, cada vez mais.
– A maturidade é o auge da vida, porque você tem idade, juízo, experiência, tempo e capacidade para se relacionar melhor com as pessoas. Então delete do seu computador mental o vírus da inveja, do orgulho, do egoísmo, cobranças, coisas pequenas e frustrantes para tomar posse de tudo o que você sempre sonhou: a felicidade.”

(Ivone Boechat)

Saúde !!! 


#claudialinsoficial

Os cinco maiores arrependimentos no fim da vida.


Os cinco maiores arrependimentos das pessoas antes de morrer. A lista faz parte do livro ‘Antes de partir: uma vida transformada pelo convívio com pessoas diante da morte’, da enfermeira australiana Brownie Ware. “Um deles é não ter demonstrado afeto. Passamos a vida construindo muros ao redor do coração da gente pra ninguém perceber o que a gente está sentindo”, diz Ana. “A outra coisa é (se arrepender) de ter trabalhado tanto. O último que é colocado é: ‘Eu devia ter me feito mais feliz’, que pra mim resume todos os outros”.

Os outros arrependimentos citados pela enfermeira australiana são ter vivido a vida que se desejava e ter estado mais perto dos amigos.

A pedido do Hospital Albert Einstein, a médica Ana Cláudia Arantes, geriatra e também especialista em cuidados paliativos, analisou a publicação e falou sobre cada um dos arrependimentos levantados pela enfermeira australiana.

1. Eu gostaria de ter tido a coragem de viver a vida que eu queria, não a vida que os outros esperavam que eu vivesse.
“Esse foi o arrependimento mais comum. Quando as pessoas percebem que a vida delas está quase no fim e olham para trás, é fácil ver quantos sonhos não foram realizados. A maioria das pessoas não realizou nem metade dos seus sonhos, e muita gente tem de morrer sabendo que isso aconteceu por causa de decisões que tomou, ou não tomou. A saúde traz uma liberdade que poucos conseguem perceber, até que eles não a têm mais.”

2. Eu gostaria de não ter trabalhado tanto.
“Eu ouvi isso de todos os pacientes homens com quem trabalhei. Eles sentiam falta de ter aproveitado mais a juventude dos filhos e a companhia de suas parceiras. As mulheres também falaram desse arrependimento, mas como a maioria era de uma geração mais antiga, muitas não tiveram uma carreira. Todos os homens com quem eu conversei se arrependeram de passar tanto tempo de suas vidas no ambiente de trabalho.”

3. Eu queria ter tido a coragem de expressar meus sentimentos.
“Muitas pessoas suprimiram seus sentimentos para ficar em paz com os outros. Como resultado, acomodaram-se em uma existência medíocre e nunca se tornaram quem realmente eram capazes de ser. Muitas desenvolveram doenças relacionadas à amargura e ao ressentimento que carregavam.”

4. Eu gostaria de ter ficado em contato com os meus amigos.
“Frequentemente, os pacientes não percebiam as vantagens de ter velhos amigos até chegarem em suas últimas semanas de vida, e nem sempre era possível rastrear essas pessoas. Muitos ficaram tão envolvidos em suas próprias vidas que deixaram amizades de ouro se perderem ao longo dos anos e tiveram muitos arrependimentos profundos por não ter dedicado tempo e esforço às amizades. Todo mundo sente falta dos amigos quando está morrendo.”

5. Eu gostaria de ter me permitido ser mais feliz.
“Esse é um arrependimento surpreendentemente comum. Muitos só percebem isso no fim da vida – que a felicidade é uma escolha. As pessoas ficam presas em antigos hábitos e padrões. O famoso ‘conforto’ das coisas familiares e o medo da mudança fizeram com que eles fingissem para os outros e para si mesmos que estavam contentes quando, no fundo, ansiavam por rir de verdade e aproveitar as coisas bobas em suas vidas de novo.”

Ana Claudia Quintana Arantes é uma médica especializada em ajudar pacientes terminais a “aprender” a morrer. Nesta entrevista, ela falou sobre o desafio de se lidar com algo tão natural, porém, perturbador, como a própria morte.

#claudialinsoficial

Não tente me entender


“Viva!
Bom mesmo é ir à luta com determinação,
abraçar a vida com paixão,
perder com classe
e vencer com ousadia,
porque o mundo pertence a quem se atreve
e a vida é “muito” pra ser insignificante.
Já perdoei erros quase imperdoáveis,
tentei substituir pessoas insubstituíveis
e esquecer pessoas inesquecíveis. ”

(Charles Chaplin)