Sons e Palavras – Ho’oponopono 


Somos sons 🎶 e as palavras são sementes🌱

Pronunciar Sinto muito devolve a unidade perdida. O som é assimilado por seus ouvidos e viaja pela tua pele, que é o órgão mais extenso do teu organismo. A expressão te conecta e te faz sensível frente às vivências dos demais, te desapega dos resultados e te converte em uma unidade.

O som das palavras “Perdão”, “Perdoa-me”, faz eco em teu pâncreas e em teu cólon, desatando laços e liberando histórias

E se pudesses ver o que mobiliza no teu corpo um eu te agradeço, sou grato/grata, obrigado / obrigada; sorririas junto às tuas células, preenchendo suas veias, limpando seu interior e convertendo teu sangue em luz em esse ato desprendido e sincero de quem te devolve gratidão.

Te amo, amo você , você é amado/amada, você é muito importante para mim são os sons mais curadores do Universo… essas minúsculas frases cobrem teu corpo e viajam através dos teus pulmões, desobstruindo tua respiração… elas atingem teus rins e transmutam os medos, fazendo com que milhões de células sorridentes deem energia às células tristes do teu sistema imunológico. E também permitem que algumas outras, que nasceram com a arte da jardinagem, semeiem relva suave, fresca e verde ao redor das zonas mais áridas do teu corpo. Em síntese: elas renovam a tua esperança.

Se pudesses ver o que provocam as palavras, em ti e nos demais, começarias a observar teus pensamentos, teus silêncios, teus sons e teus ruídos, porque neste oceano de energia que somos, cada onda que emitimos cria ondas de diversas cores e intensidades, que influenciam os demais.

Sinto muitoPerdoa-meAgradeçoAmo vocêVocê me importa

Estas devem ser palavras e expressões cotidianas em nosso vocabulário. Para o nosso próprio bem. E para o de todos. Todos os dias.

Tenha a coragem de viver e praticar o Amor. E não esconda isto: o Amor é cura-dor (e quem ama é um vence-dor ).


“O sentido a vida é conhecer e amar a Deus e ao outro.”


#claudialinsoficial

Anúncios

O que o Ho’oponopono pode fazer por nós 


Para a grande maioria de nós – seres humanos – é quase impossível, passar por determinadas situações sem sentir nada… nenhum desconforto ou mal estar. O próprio Dr. Hew Len só conseguiu curar uma ala inteira de doentes mentais, porque “sentiu”… porque observou o que sentia e limpou o que sentia. Ou seja, faz parte da natureza humana, com sua estrutura de ego (memórias para o Ho’oponopono, Oponente para a Kabbalah, ego negativo para a psicologia), “sentir” não apenas coisas boas como amor, alegria, paz, apaixonamento, gratidão, etc., mas também medo, insegurança, raiva, tristeza, frustração e afins.

Pense naquelas críticas maldosas…, às vezes até algumas críticas construtivas, dependendo de como são colocadas, são difíceis de receber. Pense nas situações de conflito familiar, nas opiniões diferentes entre amigos, nas divergências profissionais, nas diferenças políticas e religiosas. Pense nos conflitos amorosos… enfim, pense em relacionar-se com qualquer pessoa e você já vai imaginar os desafios que podem (e vão!) surgir.

Portanto, todos nós estamos sujeitos a passar por qualquer conflito emocional com outras pessoas e a sentir tristeza, frustração, raiva, decepção, dor, angústia, insegurança, medos, etc. A questão não é essa, tendo em vista que pouquíssimas pessoas aqui na Terra podem se dar ao luxo de dizer que são “perfeitas”, e as que são não o dizem. Então, a questão é…

Por quanto tempo vamos ficar reféns desses sentimentos?

Por quanto tempo vamos permitir que a tristeza, a frustração, a raiva, a decepção, a dor, a angústia, a insegurança, ou qualquer tipo de medo fique rondando a nossa mente e o nosso sagrado coração?

Por quanto tempo vamos permitir que esses sentimentos nos ‘controlem’?

Então, já que praticamente nenhum de nós está isento de senti-los, o que podemos fazer é, mesmo enquanto nos damos conta de que estamos assolados por um ou mais desses sentimentos; mesmo enquanto, talvez, lágrimas de tristeza ou decepção estejam escorrendo pela nossa face ou nossa alma… limpar e purificar, limpar e purificar, limpar e purificar, limpar e purificar… o tempo todo, a noite toda, se for o caso. Mas temos que decidir que “NÃO vamos ficar reféns destes sentimentos!” E, muito importante, fazemos a limpeza com muuuuito amor. Porque Ho’oponopono é Amor.

“Queridas memórias, eu amo vocês. Sou grato(a) pela oportunidade de libertar vocês e a mim.”


Quem estuda e pratica o processo de cura havaiano, sabe “de carteirinha” que nós NÃO podemos mudar o outro. Não apenas não podemos, como (de fato!) não conseguimos mudar o outro. Ninguém consegue isso! Qualquer pessoa só muda, se dentro de si mesma houver o desejo de mudança. Caso contrário, esqueça! Este é um dos princípios mais importantes a serem assimilados quando se pratica o Ho’oponopono. Ou seja:

Eu sou 100% responsável pelo que EU sinto!

Se EU sou o único responsável pelo que EU sinto em qualquer situação, isso quer dizer que somente EU posso mudar o que Eu sinto!
Nossa! Isso é que é uma chave de ouro para a liberdade pessoal!

Então… tudo o que eu tenho a fazer é limpar o que EU sinto com o Ho’oponopono?

Sim! 

Ninguém fora de mim tem a obrigação de fazer o que “eu quero”, de agir da forma como “eu acho que deve agir”, de me dizer o que “eu espero” ouvir, de sentir por mim o que “eu espero” que a pessoa sinta, etc… Tudo não passa de expectativas MINHAS quanto ao que o outro deve ou não fazer, dizer, agir, sentir, pensar, etc.

Compreendendo isso, fica tudo muito mais fácil!
Eu não posso mudar o outro!


Eu só posso mudar o que EU sinto com relação ao outro.
Eu só posso mudar o que EU sinto com relação ao que o outro fez/faz ou deixou de fazer.
Eu só posso mudar o que EU sinto com relação ao que eu acho que o outro deveria ou não estar sentindo.
Eu só posso mudar o que EU sinto com relação às minhas próprias expectativas com relação a QUALQUER COISA fora de mim.
E assim por diante.


E como fazer isso?

Quando alguma situação desconfortável acontecer dentro (situação imaginária) ou fora (situação real) de você, lembre-se de que aquilo que você sentir se trata apenas das memórias (sentimentos de medo, insegurança, raiva, frustração, tristeza ou seja o que for) “se apresentando” para serem limpas e purificadas.


Você pode, então, fazer (mentalmente ou verbalmente) a Petição ao Divino Criador, da kahuna Morrnah Nalamaku Simeona (criadora do Ho’oponopono da Identidade Própria) e, em seguida, repetir consecutivamente as quatro Frases de limpeza do Ho’oponopono.

Repetir quantas vezes?
Por favor, NÃO determine quantas vezes você vai repetir as frases, quando você faz isso, é o seu intelecto quem está dizendo: “tem que ser x vezes e se não for x vezes, não funciona”, o que não é verdade! Além de não fazer parte do processo de limpeza do Ho’oponopono. Faça até sentir paz… a Paz do Eu.

PETIÇÃO AO DIVINO CRIADOR

Divino Criador, Pai, Mãe, Criança em Um…
Se eu, a minha família, meus parentes e antepassados ofendemos à Ti, à tua família, parentes e antepassados em pensamentos, palavras, atos e ações, desde o início da nossa criação até o presente… Nós pedimos o Teu perdão. Deixe que isto limpe, purifique, libere, seccione, corte e corrija todas as recordações, bloqueios, energias e vibrações negativas. E transmutae essas energias indesejáveis em uma Luz pura. Está feito!
Sinto muito. Por favor, me perdoe. Eu te amo. Sou grato(a).
Sinto muito. Por favor, me perdoe. Eu te amo. Sou grato(a).
Sinto muito. Por favor, me perdoe. Eu te amo. Sou grato(a).
Sinto muito. Por favor, me perdoe. Eu te amo. Sou grato(a).


Outra coisa que você pode fazer é a Oração Original, também da kahuna Morrnah Nalamaku Simenona.

Além de ser uma linda oração, vai auxiliar você a limpar memórias compartilhadas com qualquer pessoa. A Oração Original tem um fechamento que eu, particularmente, acho libertador! Ela parte do princípio do Ho’oponopono de que todas as pessoas e situações que ‘EU’ atraio para a minha vida, vieram para a ‘MINHA’ cura.

“…
Esta oração é minha porta
Minha contribuição à tua saúde emocional que é a mesma minha.
Então, esteja bem e, na medida em que você vai se curando, eu te digo que:
Eu sinto muito pelas memórias de dor que compartilho com você.
Te peço perdão por unir meu caminho ao seu para a cura.
Te agradeço por estar aqui para mim.
E te amo por ser quem você é.”

Boa sorte e boa limpeza mental!
Te amo,
Sou grata,


Sinto muito, me perdoe, te amo, sou grata…


#claudialinsoficial

O Mundo é Diverso veja o jornal do Metro de Estocolmo

“ei, olhe ao redor, você não está só, o mundo é enorme, o mundo é diverso…” 


Conheça os agitos de Estocolmo, capital gay da Suécia!

Estocolmo é um dos destinos favoritos para gays e lésbicas no mundo, e o Viajay resolveu trazer pra você todos os babados de lá. A capital sueca é uma cidade suuper friendly, apesar de não existir um bairro gay específico. A cena gay – bares, baladas e cafés estão espalhados por toda a cidade.

A maioria dos points gays podem ser encontrados em Gamla Stan (cidade antiga) e Södermalm. Você pode ficar um pouco perdido, porque algumas baladas não têm um local específico, isso mesmo, elas podem abrir em dias diferentes e usar vários locais para hospedar suas festas.

Boates gays
Jungle Jane
É a balada certa para todos os tipos de mulheres onde as melhores DJs lésbicas da cidade estão se jogando toda sexta-feira. Acontece no Club King Kong.
Endereço: Mariatorget, Södermalm.

Club King Kong
Selva! Se jogue e se acabe nas 2 pistas de dança de um dos locais mais divertidos da cidade.
Endereço: Mariatorget, Södermalm.

WONK
É a balada mais gay na cidade! É um dos clubes mais famosos em Estocolmo e suas grandes festas são disputadas. A atmosfera do lugar e a sua música são INCRÍVEIS. A diversão é certa durante toda a noite. Barmans sem camisa são um espetáculo a parte no local (foto). ;P
Endereço: Kungsgatan 15, Norrmalm.

Candy
Candy é o lugar perfeito para a festa na sexta-feira noite! O clube tem 3 pistas de dança e peças de teatro. A trilha sonora fica por conta de músicas dos anos 80 e 90, RnB e hip-hop.
Endereço: Le Bon Palais, Barnhusgatan 12, Norrmalm.

Moxy
A discoteca atrai milhares de mulheres de diferentes idades e estilos, todas com disposição para dançar muuuuito. Moxy é um dos points lésbicos mais populares na cidade!
Endereço: festas são realizadas em locais diferentes na cidade.

LOL
A festa pra mulherada é uma sigla #lesbiansoutload.
Endereço: Hornhuset, Hornstull.

SLM
É o clube escandinavo para os “Homens de couro”, onde se é permetida entrada apenas homens e um lugar feito para despertar seus mais secretos fetishes.
Endereço: Wollmar Yxkullsgatan 18, Södermalm.

Mums Mums
é o clube estranha mistura de diversão e fabuloso juntamente com house music e extravagância, dirigido pelo ícone gay Petter Wallenberg.
Endereço: Södra Teatern, Södermalm

Trädgården
É o lugar para galera mais mente aberta da cidade. Jovens se divertem a noite toda ao som das batidas do momento.
Endereço: Hammarby Slussväg 2, Skanstull, Södermalm

Mondays at Victoria
Funciona durante o dia como restaurante, a entrada é de graça e a partir das 8 da noite começa o agito. É bastante frequentado por mulheres e com certeza é o local mais indicado de Estocolmo para ir no primeiro dia da semana!
Endereço: Kungsträdgården

Bares gays
Bitter Pills
É um restaurante e bar localizado em Hornstull fazendo o local deixar de ser “hipster” e virar um pouco mais “queer”
Endereço: Verkstadsgatan 4, Södermalm

Mälarpaviljongen
É um dos mais points gays mais famosos de Estocolmo. Fica lindamente localizado as margens do rio de Kungsholmen e tem vista para o Lago Malaren, Mälarpaviljongen é um ótimo lugar para jantar, tomar um vinho e conhecer suecos e suecas. O local tem um ambiente FANTÁSTICO e uma multidão super descolada e estilosa.
Endereço: Norr Mälarstrand 62, Kungsholmen

Torget
É um dos mais antigos bares gays na cidade e fica, é claro, no Gamla Stan! ❤

Endereço: Mälartorget 13, Gamla Stan

Urban Deli
É um restaurante e bar descolado e com um público bem alternativo.
Endereço: Nytorget 4, Södermalm

Side Track
O bar fica em um porão #medo e é dito ser o bar gay mais antigo na cidade.
Endereço: Wollmar Yxkullsgatan 7, Södermalm

Hotellhänget
Atenção mulherada!! Divirtam-se horrores nesse bar que agita as noites suecas e é lotado de mulheres que curtem mulheres. #ficadica
Endereço: locais diferentes.

The Secret Garden
Que tal beber e paquerar em um terraço, ao ar livre, no local mais gay da cidade?
Endereço: Kornhamnstorg 59, Gamla Stan

Morfar Ginko
É um bar elegantérrimo para beber, jogar ping-pong, participar de quiz e relaxar em um ambiete super gay-friendly.
Endereço: Swedenborgsgatan 13, Södermalm

Fonte: Viajay



#claudialinsoficial

A Magia De Uma Ótima Notícia Na Disney 

Mickey revela a crianças que elas foram adotadas e a emoção rola solta; vem ver o vídeo

Olhem só essa história… Os fofos Janielle (12) e Elijah (10) foram morar com o casal Courtney e Tom Gilmour em 2014, mas até poucos dias, o processo de adoção não havia sido concluído na justiça… (pensa que é só no Brasil que as coisas demoram?!). “Nós soubemos rapidamente que queríamos adotá-los. Mas às vezes o sistema não funciona tão rápido quanto seu coração“, contou Courtney ao Usa Today.


Quando a papelada finalmente saiu, os Gilmours decidiram levar as crianças para a Disney para lá contar a novidade… o que nem o casal esperava é que o próprio Mickey se encarregaria de dar a notícia! Simmmm! É que ao chegar no hotel, a Courtney recebeu uns buttons para escrever o que eles estavam comemorando no parque e aí ela mencionou a adoção. Ligeira, a mamãe tirou uma foto do button e postou no Twitter, marcando o Walt Disney World. Não deu outra, o parque entrou em contato, contando que preparariam um jantar especial e levariam um fotógrafo pra registrar o momento.

Enfim! No grande dia, o Sr. Mickey Mouse apareceu mesmo por lá, e o resultado não poderia ser mais emocionante; olhem só:

Muito amor, né?! Realmente, foi um dia mágico na vida dessa família… Arrasou, Mickey!

por Pedro Hosken


#claudialinsoficial

Todo Dia É O Dia Dela


Mesmo que fora de época, nunca é tarde para homenagear e lembrar de nossas mães que já se foram e esta, também, é uma homenagem para todas as mães que estão por aí! 

Porque todo dia é dia das mães !!!!


 

TE AMO MÃE! 

“Se eu vivesse mil vidas nesse mundo não seria o bastante pra te amar!”


#claudialinsoficial

Declaração Dos Direitos Do Amor


Considerando ser o Amor o maior de todos os agentes de Utilidade Pública,

PROCLAMA-SE O QUE SEGUE:

Artigo 1º
O amor pode apropriar-se de todo e qualquer coração, com ou sem anuência do dono.

Artigo 2º
Em presença de sentimentos inferiores, tais como a raiva, o ódio e o ressentimento, ao Amor é permitido julgá-los e extraditá-los sem direito a reconsideração da pena.

Artigo 3º
O Amor deve ser respeitado em todas as suas formas, sejam elas dirigidas a pessoas, coisas, vegetais ou animais.

Artigo 4º
Ao Amor é sempre permitida a companhia do perdão, pois que sem este Ele está falsificado.

Artigo 5º
O Amor tem o direito de ficar cego, surdo e mudo quando em presença de maledicências e pode apresentar-se como agente de paz diante de desarmonias e atos prejudiciais a todos os seres do Planeta.

Artigo 6º
O Amor tem licença plena para manifestar-se livremente, independente de raça, credo ou religião. Ele é incondicionalmente livre para viver em seu habitat natural: o coração.

Artigo 7º
O Amor é bússola que aponta o caminho para a Felicidade e assim deve ser indiscutivelmente reconhecido.

Artigo 8º
A todo aquele que banir o Amor do seu coração será imputada a pena de solidão, isolamento e sofrimento perpétuos.

Artigo 9º
O Amor nunca deverá ser responsabilizado por dores, perdas ou danos e tem amplos poderes para neutralizar todas as batalhas, sejam elas emocionais, familiares ou sociais.

Artigo 10
Ao Amor não se aplicam Leis Trabalhistas: Ele pode exercer suas funções 24hrs por dia durante TODOS os dias do ano.

Artigo 11
Quando o Amor entra em corações, deve ser bem recebido, bem tratado, bem nutrido e absolutamente livre para agir em prol de todos os envolvidos por Ele.

Artigo 12
Em nenhuma hipótese o Amor deverá ser álibi para atitudes de más intenções, tais como usá-Lo como desculpa para enganar, iludir ou controlar corações.
Também nunca poderá ser instrumento de brincadeira com o sentimento do homem ou da mulher.

Artigo 13
Toda e qualquer tentativa de matar o Amor será tratada pelo Universo como crime contra a vida do próprio mandante.

Artigo 14
O Amor é partidário da Lei de Causa e Efeito: Ele pode partir em definitivo da Vida daqueles que optam pelo sofrimento diante das adversidades, e também daqueles que se deixam cair em abandono.

Artigo 15
Ao Amor nada deve ser acrescentado e Dele também nada retirado, posto ser o mais perfeito de todos os sentimentos e manifestação absoluta de Deus.

Parágrafo Único:
Os Direitos do Amor sempre protegerão os legítimos Direitos de Todos os Seres.

= REVOGUEM-SE TODAS AS DISPOSIÇÕES EM CONTRÁRIO =


® Silvia Schmidt

9 perguntas que farão para você na imigração dos EUA

Lígia Crispino, sócia-diretora da Companhia de Idiomas, descreve o processo e o questionário da imigração para quem viaja a trabalho para os Estados Unidos.


Seja a trabalho ou mesmo para fazer um intercâmbio, passar pela imigração (immigration) e alfândega (customs) dos Estados Unidos pode gerar um pouco de preocupação, principalmente para quem vai sozinho e pela primeira vez.

Ao chegar ao primeiro aeroporto internacional dos EUA, atravessamos (go through) a Imigração para a entrevista e entrega do Arrival/Departure Record Form. Depois vamos para as esteiras retirar nossas malas (pick up our bags) na Baggage Claim Area.

De posse das malas, vamos para a liberação na alfândega (customs clearance). Essa fila (line) é bem mais rápida que a da Imigração e a maioria dos passageiros (passengers) só entrega o US Customs Declaration Form. Há uma escolha aleatória para que as malas passem pelo raio-x, a não ser que um cão farejador identifique algo.

Durante esta etapa da viagem, você poderá encontrar oficiais simpáticos, desconfiados, sisudos, detalhistas, ríspidos… Todos são objetivos e exigem o cumprimento das regras.

Em Miami, muitos deles falam espanhol, o que pode facilitar. Porém, aos que vão para outros destinos, o inglês deverá ser a língua de comunicação.


Por isso, selecionei algumas perguntas clássicas e algumas variações que qualquer viajante (traveler – US ou traveller – UK) terá de responder objetivamente na Imigração. Para algumas, coloquei possibilidades de respostas:

1) – Can I see your passport, please? / Could I see your passport, please? / May I see your passport and form, please? (Posso ver seu passaporte – e formulário, por favor?)
– Here you are. / Here it is. (Aqui está.) / Here they are. (Aqui estão.)

2) – How long are you coming to the USA for? / How long are you staying? / How long will you be staying? / How long are you planning to stay? (Por quanto tempo você ficará nos EUA? Por quanto tempo você pretende ficar?)
– I’m staying for… I’ll be staying for… (Ficarei por…)

3) – Where have you traveled from? / Where are you coming from? / What is your country of residence? (De onde você vem? Qual o seu país natal?)
– I’m from Brazil. / I’m coming from Brazil. / I’m Brazilian. (Sou do Brasil. / Sou brasileiro.)

4) – What’s the purpose of your visit? / Why are you visiting the States? (Qual o propósito da sua viagem? Por que você está visitando os EUA?)
– I’m here on business. (Estou a trabalho.) / I’m here on vacation. (Estou aqui em férias.) / I’m here to visit relatives. (Estou aqui para visitar parentes.) / I’m here to visit a friend. (Estou aqui para visitar um amigo.) / I’m here to study. (Estou aqui para estudar.)

5) – Where will you be staying? (Onde você vai ficar/ se hospedar?)
– I’ll be staying at a hotel. (Ficarei em um hotel.) / I’ll be staying at a friend’s house. (Ficarei na casa de um amigo.)

6) – What is the country of your final destination? (Qual país será seu destino final?) / Which city is your final destination? (Qual cidade será seu destino final?)
– It’s … (É…)

7) – What do you do back home? (O que você faz?) / What’s your job? (Qual é seu trabalho?)
– I’m a/ an… (Sou…)

8) – Have you been to the USA before? (Você já veio aos EUA antes?)
– No, this is my first time. (Não, é minha primeira vez.)

9) Why are you traveling alone? (Por que você está viajando sozinho/a?)
– Because… (Porque…)

Só mais uma dica, importante ter impressas as reservas de hotéis e carro para apresentar, caso isso seja solicitado durante a entrevista.

Boa viagem 🇺🇸

Seu desejo é uma ordem

SEU DESEJO É UMA ORDEM! – A FELICIDADE SEMPRE NOS ESTÁ DISPONÍVEL!

Se, assim como Aladim, você estivesse diante do gênio da lâmpada e o mesmo lhe concedesse três desejos, o que pediria?


Tornar-se rico, casar-se com alguém improvável ou obter fama são alguns exemplos de desejos que povoam o imaginário de um número significativo de pessoas, as quais buscam manifestá-los através da lei da atração.

Recentemente assisti a um ótimo filme chamado CLICK (com Adam Sandler). É a história de um homem de classe média baixa, que quer tanto melhorar a situação financeira da família, que a deixa de lado em nome de seu trabalho. Até que um dia, ganha um controle remoto universal que permite manipular sua própria vida: através dele, é possível baixar o som do latido de seu cachorro, colocar em pausa pessoas que o incomodam, avançar no tempo (para o futuro) como forma de não ter que viver suas brigas com a esposa…

Inicialmente, esse controle remoto universal, parece tão mágico quanto a lâmpada de Aladim, só que o protagonista não conta com ocorrências, como: ao desejar obter imediatamente uma promoção profissional, que o chefe promete para poucos meses adiante, é direcionado para o momento exato em que inicia no novo cargo. Contudo, diferente da afirmação do chefe, o prazo decorrido é de um ano. E ele não se lembra de nada que aconteceu nesse período, é como se tivesse deixado de viver um ano inteiro da sua vida.

Outra surpresa é que, depois de um tempo, todos os comandos repetidos no controle remoto com muita frequência, passam a ser automáticos. Por exemplo, como ele sempre pula as brigas com a esposa, ao simples sinal de um desentendimento com a mulher, o controle remoto já o leva para um momento futuro. Certo dia, mesmo sem querer esquivar-se da briga, quando a discussão iniciaria, ele é direcionado para um momento futuro em que o casal está divorciado (durante esses saltos temporais, ele não se lembra do que acontece, mas continua em um modo automático, inexpressivo, convivendo com as demais pessoas como se fosse um zumbi).

O que parecia ser um presente, mostrou-se o pior dos pesadelos ao protagonista: em busca do total controle de sua própria vida, o descontrole instaura-se! E é exatamente isso o que acontece quando entregamos o controle de nossas vidas e nossos desejos ao ego e à nossa criança interior.

Esse filme exemplifica muito do funcionamento da lei da atração: o Universo atende a todos os nossos desejos, não apenas três, como na versão da Disney para o conto de fadas Aladim e a Lâmpada Maravilhosa. Mas será que temos real consciência sobre o que estamos desejando?”

Após feito o pedido, a lei da atração, responsável pela manifestação de nossos desejos, funciona a partir da integração entre o que acreditamos e confiamos. Embora haja uma complexidade maior envolvida, apenas para facilitar essa compreensão, podemos considerar que o que acreditamos está mais intimamente ligado ao pensamento e ao ego, enquanto o que confiamos têm uma relação maior com o sentimento e nossa criança interior.

Como exemplo, podemos citar que um desejo no qual não acreditamos ser possível manifestar, desperta sentimentos negativos, dando a sensação de que não houve manifestação. Outra possibilidade é de acreditarmos tanto em algo, que criamos pressão sobre o Universo, por meio de expectativas. Nesse caso, nosso coração também sente-se pressionado, por isso novamente a sensação é de resultados negativos.

Na verdade, a lei da atração está em constante funcionamento, a manifestação sempre acontece. O problema é quando nosso aspecto humano (composto pelo ego e criança interior) não a enxerga. Ao se fixar no desejo e no planejamento que institui com seus próprios tempos e diretrizes pré-determinadas, o ego acaba não enxergando a manifestação de outras rotas, que levam ao mesmo destino, mas por estradas diferentes, em tempos também distintos.

Em essência, a criança interior é responsável pela nosso destemor, leveza, brincadeira. Uma criança interior ferida, pode ser mimada, birrenta e não ter senso do que pode fazer ou não bem. Se você der um doce a uma criança antes do almoço, é muito provável que ela perca o apetite, prejudicando sua refeição.

O ego é nosso lado mais adulto que traz referências sobre a materialidade da vida. Ele pode tanto educar como oprimir a criança interior, É muito comum a distorção do ego, como se sua função fosse de controle. Em essência, a nobre missão do ego é abrir caminhos para a expressão dos propósitos da alma no planeta Terra.

Ego e criança interior, em essência, são parceiros da alma. Os verdadeiros desejos, aqueles que têm como base o amor e a evolução, provêm da alma. Todavia, como a alma comunica-se de modo muito sutil, cabe ao ego captar tais informações e decodificá-las para a fisicalidade.
Por exemplo: para o ego em desconexão com a alma, poder é algo egoísta, isto é, o interesse próprio vem em primeiro plano. Enquanto para o ego integrado à alma, poder é nossa capacidade de compartilhar amor.

Vale a pena percebermos que nem o ego, nem nossa criança interior são vilões. E nosso maior desafio nessa vida é sustentarmos sua integração com a alma.

Uma excelente maneira de viabilizar isso é investigarmos sempre nossos desejos e nos perguntarmos a que eles servem: ao poder egoísta do ego, à criança interior ferida ou aos propósitos da alma?

Vejamos um exemplo real de uma cliente minha: após assistir ao documentário O Segredo, criou uma tela mental com o objetivo de adquirir um determinado carro. Pouco tempo depois, ofereceram um automóvel do mesmo modelo para que seu marido comprasse através de suaves prestações. Ela ficou em êxtase por conseguir manifestar seu desejo, embora aquela alegria não tenha se sustentado por muito tempo, já que havia criado a expectativa de que o carro traria a felicidade que buscava para sua vida.

O veículo acabou trazendo mais dívidas, sem contar que seu custo de manutenção era alto demais para a realidade da família naquele momento. Eles acabaram tendo de vendê-lo. Entretanto, essa experiência fez com que ela percebesse que seu verdadeiro desejo não era apenas material, mas também espiritual. A questão é que ela não se sentia merecedora da felicidade. Isso fez com que me procurasse e déssemos início a um lindo processo psicoterapêutico, no qual a cada dia expressa mais evolução.

A felicidade sempre nos está disponível. O ego e a criança interior ferida é que às vezes não querem enxergá-la ou não tem a coragem de mantê-la presente. Por isso é sempre tão importante cuidarmos para que ego, criança interior e alma entrem em sintonia.

Essa é a chave que a lei da atração utiliza para manifestar o amor incondicional do Universo. E todos somos merecedores desse amor!!!

(Adriano Rizk) do blogue “O Segredo”

Uma técnica simples e eficiente para você sonhar acordado.

Simples assim. De preferência à mão.

school-kid-thinking-education-inspiration-child-girl-dreaming-concept-inspiring-student-drawing-isolated-white-background-57489947

 

Escreva livremente sem se preocupar com estilo ou com as regras da boa escrita. Afinal de contas, o importante é estimular e registrar a sua experiência. Além do mais, fora você, ninguém precisa ler o que for escrito.

Quando você coloca no papel alguma ideia de certa forma você a está trazendo do mundo abstrato dos pensamentos para o mundo concreto, ainda que no plano “bidimensional”. A partir de então um processo de retroalimentação é iniciado, por exemplo:  Uma imagem surge mentalmente e você a coloca no papel. Isso estimula a sua mente a produzir mais detalhes, que também são colocados no papel e por aí vai.

Nesse processo é importante deixar a lógica de lado. Esqueça se a situação é possível ou não, pois o importante aqui é mobilizar os seus sentidos para produzir um novo estado interno. Para isso, é importante deixar de lado os possíveis obstáculos de poderiam ocorrer no mundo real. Na sua experiência interna, tudo deve estar perfeito, para que nada atrapalhe que você atinja a sua vibração desejada.

Embora a experiência deva ser livre, deixarei aqui algumas dicas que podem te auxiliar no seu processo criativo:

  •  Sente-se confortavelmente em um lugar sossegado, no qual você possa ficar sozinho por algum tempo e escrever sem ser interrompido.
  • Defina o cenário da sua visualização. Onde você está no mundo dos pensamentos?
  • Você se observa em 3º pessoa, ou você experimenta estar dentro do cenário em 1º pessoa? (Opte pela experiência em 1º pessoa, que é muito mais vívida)
  • Quando você está em 1º pessoa, o que você está vendo a sua volta? Descreva o cenário com detalhes. (objetos, iluminação, nitidez da sua visão)
  • O que você está fazendo?
  • O que você está vestindo? você está calçado ou descalço?
  • Você está só, ou  existem pessoas a sua volta? O que elas estão fazendo? Como estão se comportando?
  • O que você  escuta? Tem música? É silencioso? Existe algum som da natureza? Algum barulho, ainda que pequeno?
  • O que você sente? Como está a temperatura no local? Sente alguma coisa tocar a sua pele? Existe vento? Não existe? Há alguma sensação interna?
  • E o cheiro? O ambiente a sua volta tem cheiro de quê?
  • Você sente algum gosto da boca?

IMPORTANTE: Essas perguntas acima são ferramentas que você pode utilizar para enriquecer sua visualização. Entretanto, é fundamental deixar que a experiência flua acima de tudo.

É muito provável, que a vivência já comece a ocorrer durante o processo da escrita. No entanto, você pode reforçar tal experiência se, ao final da redação, você ler com atenção tudo o que foi escrito e em seguida, fechar os olhos e se permitir reproduzir tudo o que foi redigido.